A gordinha e o bonitão do BBB

Primeiramente, começo dizendo que não, não acho essa menina gorda, nem sequer gordinha, mas por também não ser magérrima ou saradona, a sociedade já vem com seu carimbo de ‘FORA DOS PADRÕES’ na testa, limitando a tudo e a todos.

Agora que desabafei neste ponto, vamos ao caso.

Não acompanho o BBB, não sei como foram as circunstancias da tal ficada, não sei como ele trata ela ou vice versa. Mas este fim de semana, meu facebook foi bombardeado de imagens e opiniões sobre o fato de Matheus, o tal bonitão da casa e o cara “mais desejado”, ter trocado uns beijos com Maria Cláudia, a menina linda, mas fora dos padrões.
Teve gente aplaudindo – eu fui uma dessas pessoas -, assim como teve aqueles que acharam uó o rapaz não ter ficado com a “bonitona”, magra e padronizada pra ter ficado com a gorda.

Imagem retirada da página Gente Gorda 

Mas sabe que eu acho isso engraçado? É, engraçado.
Afinal, as pessoas deixam o seu preconceito tão latente em suas mentes, que o fato de alguém dentro dos padrões se interessar e relacionar com quem está fora deles, chega ser um ato beirando ao crime.

E sabe o que eu tiro de tudo isso?
Essas mesmas pessoas que acham isso um absurdo, são aquelas inseguras com seus próprios corpos e vidas. São as pessoas que acham que se não forem magras, lindas, bronzeadas e saradas, nunca terão um companheiro. Que se matam para cultuar um corpo e uma imagem perfeita e quando veem que isso não importa tanto assim, que aquilo que eles acreditam tanto cai por terra, perdem seu chão.
Como assim o cara bonito quis a gordinha e não a magra?

Imagina o quão isso deve ser perturbador na cabeça daqueles que são vazios e vivem de aparências pré formadas por uma sociedade preconceituosa? Afinal, como essas pessoas, que são magras e não tem ninguém, podem aceitar que a gorda tem uma vida amora e afetiva melhor que as dela?
E eu digo: Cadê teu Deus agora? Haha

Pois eu estou é achando ótimo! Que tenha mais vários casais como este estampado na TV, internet, revista, que a Maria Claudia e o Matheus vão pra debaixo do edredom e balancem aquela casa e que sigam incomodando e muito aqueles que desaprovam.


Por que sim, gorda ama e é amada. Gorda transa.  Gorda se relaciona. Gorda é feliz. E eu só sinto muito se você não. 

20 comentários:

  1. As gordinhas bem resolvida causam revolta porque elas "furam " a fila da beleza, enquanto algumas pessoas seguem uma vida feita sob etapas e sofrimento, restrições, há nós, que bebemos cerveja, temos pochetinha e somos felizes mesmo assim, e pegamos uns gatinhos assim como elas.

    ResponderExcluir
  2. Gente mal amada... Inveja é uma merda!

    ResponderExcluir
  3. OK, morri agora!!!
    Coisa linda de post, aiii que desabafo, que felicidade!
    Só pq não nos enquadramos no "padrão de beleza" não podemos pegar os sarados, bonitos, gatos e delícias??? Podemos e devemos assim como temos o poder de escolhermos com quem queremos nos relacionar!!! Gordos, magros, altos, baixos... O q importa é AMAR

    ResponderExcluir
  4. Já fui chamada de tudo, gorda, fofinha, "parelha" como se os outros quisessem amenizar o fato de que eu não peso 55 kg. Quando me descobri feminista assumi uma postura de amor próprio, sai de um relacionamento abusivo, curti a vida de solteira e a um ano comecei a namorar novamente, e isso foi alvo de críticas porque ele é fitness, como se fosse heresia alguém que é malhado ficar comigo. Mulher que se ama, incomoda, mulher gorda que se ama, incomoda muito mais.

    ResponderExcluir
  5. É sempre assim gordas não podem ser feliz e ter uma vida igual a de quem tá dentro dos padrões, isso tudo é tão exaustivo. Beijos

    ResponderExcluir
  6. Sei bem o que é isso...e digo com propriedade o quanto as pessoas se importam com a estética dos casais. Para que possam ter ideia namoro a cinco anos e esteticamente não somos um casal aparentemente "normal" eu tenho 1,83 de altura ele 1,74, sou bem gordinha peso 114 Kg ele piolho de academia lutador de jiu-jitsu, daí vocês podem imaginar quantos olhares preconceituosos atraímos quando saímos de mão dadas na rua.
    Fico pensando será que as pessoas realmente sabem o que de fato une um casal? Posso afirmar que a parte física é o que menos importa... Acho que cinco anos de relacionamento não são cinco dias e se vivemos até aqui e estamos tão felizes...acho que não é por aí! Tomara que essa história do BBB tenho final feliz e que os preconceituosos de plantão morda a língua.

    ResponderExcluir
  7. Muito bom ameii..é isso mesmo ser gordinha não quer dizer que ela seja infeliz e que não possa amar e pegar quem ela quer,pelo contrário, tem mesmo é que aproveitar a vida e enfrentar tudo de cabeça erguida, pq ser gorda não é doença,e sim um ser humano como qualquer outro...

    ResponderExcluir
  8. Muito bom ameii..é isso mesmo ser gordinha não quer dizer que ela seja infeliz e que não possa amar e pegar quem ela quer,pelo contrário, tem mesmo é que aproveitar a vida e enfrentar tudo de cabeça erguida, pq ser gorda não é doença,e sim um ser humano como qualquer outro...

    ResponderExcluir
  9. disse tudo, você é foda Jehhh.

    ResponderExcluir
  10. disse tudo, você é foda Jehhh.

    ResponderExcluir
  11. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  12. É incrível com as pessoas se incomodam em ver as pessoas felizes. Já passei por varios momentos em que recebi olhares maldosos e invejosos ao andar com meu namorado na rua de mãos dadas, e até mesmo de amigos eu ja cheguei a escutar coisas como " e olha que ele é magro né e vive malhando, foi gostar logo de ti". É o fim!! Mas a a culpa não é minha , se eles ficam se ligando nas aparencias ou no que a pessoa em e não no que ela é de fato e tem um bloqueio em aceitar que sim, o cara gostoso da academia que vc tanto cobiça, gosta da mulher com barriga, celulite, coxas grossas e é gorda e não de vc que segue o projeto bunda na nuca e só come alface.

    ResponderExcluir
  13. Comcordo com tudo dito aqui acima e acho mais os padroes estao mudando e isso esta matando as magras principalmente as sem conteudo que sao magras e se acham melhores só por isso eu me amo quero emagrecer só pq quebrei meu pé e agora doi muito mas nao faço locuras

    ResponderExcluir
  14. não tenho mais nada pra acrescentar, paaaaalmas Jéh o/////

    ResponderExcluir
  15. É assim mesmo Jeh, as pessoas gostam de julgar o certo e o errado com base em "pré determinações" que surgiram do nada em suas mentes pequenas, e não aceitam coisas simples como uma ficada de duas pessoas diferentes como algo normal. A menina é linda e simpática, o rapaz, idem. E ainda vem uns idiotas para julgar algo tão rotineiro como "anormal". Ah, me poupe, um pouco mais de foco na sua vida, meu povo.
    Te adoro, bjos!
    wwww.insaturada.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  17. Só não entendi o que Deus tem com isso?
    Meio sem sentido nenhum esse final.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Cadê teu Deus agora?" é uma expressão usada quando acontece uma coisa que a pessoa acreditou que não seria possivel (pelo menos é assim que eu sempre ouvi as pessoas usando). no caso, a expressão foi bem utilizada por ser algo que muita achou que não ia acontecer nunca e é uma absurdo por ter acontecido.

      Excluir
  18. O ser humano e podre e preconceituoso...
    São um casal lindinho, tomara que o preconceito não os abale...

    ResponderExcluir